32 filmes sobre Autismo e Asperger

Filmes são sempre uma boa pedida e, consequente, uma boa dica. Sendo assim, o Reab disponilizou uma lista atualizada com 32 filmes sobre Autismo e Asperger
Então, vamos à eles!! Notem que alguns são mais antigos e outros mais recentes (ou seja, querendo ver os mais recentes vai láaaa para baixo!). Organizamos a lista de acordo com o ano de lançamento, dos mais antigos aos mais recentes.

1. Meu amargo pesadelo (1972)

A cena do Duelo de Banjo gerou a seguinte “Lenda Urbana”, que circula pela Internet:“O filme Amargo Pesadelo estava sendo rodado no interior dos Estados Unidos. O diretor fez a locação de um posto de gasolina nos confins do mundo, onde aconteceria uma cena entre vários atores contracenando com o proprietário do posto onde ele também morava com sua mulher e filho (este era autista e nunca saía do terreno da casa).Num dos cortes para refazer a cena do abastecimento, um dos atores, que sendo músico sempre andava acompanhado do seu instrumento de cordas, aproveitando o intervalo da gravação e já tendo percebido a presença de um garoto que dedilhava um banjo na varanda da casa, aproximou-se e começou a repetir a sequência musical do garoto.Como houve uma resposta “musical” por parte do garoto, o diretor captou a importância da cena e mandou filmar. O restante, você verá no vídeo.

Leia mais...

Livros para falar sobre emoções

Desde pequena, a criança que tem contato com a ficção mergulha em um mundo de fantasia e imaginação, passando a enfrentar as aventuras junto com os seus personagens. Ao envolver-se com a história que é contada, ela percebe que, assim como as personagens, é capaz de enfrentar as dificuldades da vida. Daí a importância, entre outros motivos, de usar a literatura para ensinar os pequenos a assimilarem suas angústias, tornando-os mais estáveis emocionalmente.

Leia mais...

Depressão em Mulheres

O que é depressão?

A depressão é um distúrbio de alteração do humor sério e por vezes incapacitante. Causa sentimentos de tristeza, desespero, desamparo e inutilidade.

Ela pode ser leve a moderada com sintomas de apatia, falta de apetite, dificuldade para dormir, baixa auto-estima e fadiga. Ou pode ser uma depressão maior com sintomas de humor depressivo na maioria dos dias, falta de interesse nas atividades rotineiras que antes eram realizadas com satisfação, perda ou ganho de peso, insônia ou hipersonia, fadiga, sentimentos de culpa na maioria dos dias e pensamentos recorrentes de morte ou suicídio.

Leia mais...