Alimentação Saudável

Ter hábitos alimentares saudáveis é fundamental para o bem-estar físico e mental do ser humano. Ele está diretamente relacionado à promoção de saúde e prevenção de doenças. E consiste basicamente em: beber muita água; comer frutas e legumes; diminuir a ingesta de sal, açúcar e gordura; comer alimentos ricos em vitaminas (B e C), cálcio, magnésio, selênio e ferro...

No caso dos pacientes em tratamento psiquiátrico, tais hábitos funcionam também como complemento terapêutico. Algumas das recomendações para cada tipo de paciente são:

I. Pacientes ansiosos ou insones

  • Evitar café, chocolate, chá preto, chá mate, refrigerantes tipo cola, energéticos e açúcar;
  • Aumentar a ingesta de chás de camomila, erva cidreira, maçã e maracujá.
  • Preferir alimentos ricos em triptofano (pães integrais, cereais integrais, biscoitos integrais, massas integrais, arroz integral, frutas, legumes e chocolate amargo – com moderação.)

II. Pacientes deprimidos (sem energia) ou sonolentos

  • Aumentar a ingesta de café ou chás (preto, mate)
  • Usar pimenta vermelha nos alimentos
  • Preferir alimentos ricos em ômega-3 (salmão, atum, bacalhau, sardinha e sementes de linhaça), tirosina (peixes, carnes magras, aves sem pele, ovos, leguminosas, nozes e castanhas, leite e iogurte desnatados e queijos magros), ácido fólico (espinafre, feijão branco, laranja, aspargo, maçã e soja), vitamina B1 (ervilha, feijão, pão integral, cereais integrais, nozes, peixes, amendoins).

III. Pacientes depressivos ou ansiosos

  • Ingerir alimentos ricos em vitamina B6 (frango, atum, banana, cereais integrais, cará, levedo de cerveja, arroz integral, alho e sementes de gergelim), cálcio (leite e iogurte desnatados, queijos magros), magnésio (soja, caju, tomate, salmão, espinafre, aveia, arroz integral), selênio (castanha do Pará, nozes, amêndoas, atum, semente de girassol, trigo integral, peixes).