Apoio Social (Familiares, amigos, grupos religiosos, etc)

Possuir uma rede de apoio social contribui para o nosso bem-estar geral, nos deixa menos vulneráveis a agentes estressores, nos ajuda a lidar melhor com os problemas diários e a tomar decisões mais acertadas. Quando conseguimos dividir nossa “cruz” com o outro, ela fica mais leve. Sendo assim, o simples fato de podermos compartilhar nossos medos, receios, frustrações e problemas com o próximo, nos ajuda a se sentir melhor.

O paciente em tratamento psiquiátrico necessita muito do apoio familiar e de amigos. É recomendado que estes:

  • Forneçam à pessoa em tratamento um ambiente carinhoso;
  • Procurem se informar sobre o transtorno do paciente e a importância do uso da medicação, a fim de evitar comentários preconceituosos e desnecessários
  • Reconheçam que a doença mental é uma doença como qualquer outra e que o doente irá progredir ao seu próprio ritmo;
  • Não julguem qualquer atitude ou opinião do paciente como inválida por ele estar em tratamento psiquiátrico;
  • Não pressionem o doente a animar-se.
  • Registrem quaisquer melhoras, incentivando o paciente a detalhá-las ao médico;
  • Ajudem o paciente a seguir as instruções do médico.